O Tao


Todas as cartas aqui colocadas, foram retiradas por mim, para meu conhecimento e aprendizado e as divido com vocês. Sintam-se à vontade para comentar se você passa por este momento também. Att. Fabiana Silva

O Tao está sempre fluindo, sempre infundindo vida na criação, sempre apresentando passos e soluções, e sempre nos lembrando de que somos perfeição neste momento. Você está sendo orientado a relaxar e a deixar a vida fluir.


Você está sendo convidado a uma classe espiritual mais avançada da Alma. Por vezes pensamos que mais avançado significa mais esforço e, não obstante, em questões espirituais, à medida que amadurecemos, nós nos tornamos mais capazes de parar de tentar controlar e dirigir as coisas a partir de nossa perspectiva mais limitada e, em vez disso, abrimo-nos para receber forças mais elevadas e nos deixamos guiar por elas, e tais forças incluem nossa própria essência Divina, una com a Fonte de tudo.


Isso não significa que nos tornamos uma folha perdida, soprada pelos ventos do destino; significa, ao contrário, que nos tornamos como bambus, fortes interiormente e capazes de nos movermos nessa ou naquela direção sem perder nosso poder. Na verdade, nossa flexibilidade pode tornar-se parte do que nos faz um instrumento poderoso de criatividade e cura divinas.


Existem períodos em que o Tao, o mistério da Fonte que se revela infinitamente, pede-nos com ênfase que sejamos flexíveis e paremos de lutar contra o fluxo, deixando que ele nos movimente. É a diferença entre tentar nadar até a margem distante, sem saber se estamos seguindo na direção correta, mas simplesmente pensando que podemos estar; e, por outro lado, permitir que uma onda cósmica nos eleve, nos carregue e deposite na costa (e na costa correta para nós!) rapidamente e com graça.


Você pode perguntar-se: mas por que deveria ser tão fácil? O desafio é não tentar forçar a vida a se desenrolar de acordo com nossos caprichos, mas crescer em verdade, sabedoria, amor-próprio e valor próprio, de modo que consigamos nos render. O caminho não exige esforço, embora a jornada para se tornar capaz de render-se ao caminho nem sempre é sem esforço. Podemos inadvertidamente transformar nossos montículos em montanhas e, por isso, você é instado a abrir mão, relaxar e permitir que a Vida faça o que ela faz: Fluir. A Vida, o Tao, é mais poderosa que qualquer obstáculo aparente. O Tao flui por todas as situações naturais, não importa quão insolúveis tais situações possam parecer. Ele apenas precisa receber permissão para fazê-lo.


Cura com o Tao


Deite-se em silêncio em um quarto à meia-luz ou coloque um tecido leve sobre os olhos fechados. Imagine que você está deitado em um espaço escuro infindável, seguro, expansivo e amoroso. Imagine esse espaço, expandindo-se à sua frente, atrás de você, à direita e à esquerda, acima e abaixo, até que exista apenas você no centro desse espaço infinito. Sinta seus limites ficando indefinidos, até que seja difícil dizer onde você começa e termina e o espaço começa. Sinta-se sustentado e seguro nesse espaço, quase como se você estivesse repousando sobre um oceano profundo. Perceba pulsos e ondas suaves, às vezes grandes, outras bem pequenos e delicados, que revelam que esse espaço tem inteligência e vida.


Imagine qualquer resultado que você deseje obter iniciando-se como um pensamento ou visão em sua mente e, depois, dissolvendo-se em luz, viajando até seu coração e reluzindo nesse vasto vazio. O processo de criação foi iniciado no instante em que você o abandonou. Você sequer precisa saber como ou o que fazer em seguida. Sinta a alegria da liberação e a maravilha de como tudo é fácil quando abandonamos o medo e o controle. Sinta o entusiasmo ou a expectativa de o Universo estar atuando com você agora para criar a melhor manifestação. Relaxe, acompanhe sua respiração e, se quiser, termine a prática com a prece a seguir.


Uma Prece para o Tao


Guia-me. Restaura-me. Confio plenamente em ti. Tua sabedoria, teu amor e tua alegria iluminam meu Caminho e a Senda torna-se fácil para mim. Om Mani Padme Hum.


19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo