Mestre Sidarta Gautama


Esta carta mostra que é o momento de exercitar o desapego. É importante evitar o desejo de posse de qualquer coisa ou pessoa, pois não existe nada que verdadeiramente lhe pertença; tudo é impermanente. O Mestre Gautama pede a você que procure silenciar a voz externa do seu ego mortal e ouça cada vez mais o seu Eu Divino, exercitando a impassibilidade, o equilíbrio, a harmonia e a busca do Caminho do Meio. Essa carta mostra a necessidade de você ficar mais atento aos seus pensamentos, sentimentos, palavras e atitudes e procurar discipliná-los e entregá-los ao comando do seu Eu Divino.


Invocação ao Mestre Sidarta Gautama


Ó Bem-Amado Gautama, Grande Senhor do Mundo, auxiliai-me a trilhar sempre o Caminho da Luz. Iluminai-me e envolvei-me com Vossa Impassibilidade e Equilíbrio Perfeito, mantendo-me centrado no Cristo em meu coração. Lembrai-me de invocar sempre a Chama Trina em meu coração para que ela solucione todos os problemas humanos. EU SOU o Equilíbrio Perfeito, apesar das aparências externas. EU SOU! EU SOU! EU SOU!


O Mestre Sidarta Gautama é o grande dirigente de toda a Fraternidade de Seres de Luz que atuam na Terra e é conhecido como Senhor do Mundo. Ele tem plena consciência do Plano Divino para o nosso planeta e transmite aos Mestres Ascensionados, a cada ano no Festival de Wesak, as diretrizes para que esse plano se cumpra. Sidarta foi um príncipe indiano que abandonou a riqueza e a família pois sentia um chamado interno de salvar a humanidade. Viveu anos em profunda meditação e mortificação total do corpo físico, tentando encontrar um caminho para salvar o mundo, mas somente depois que descobriu um caminho intermediário entre sua forma de vida anterior e à renúncia total as coisas materiais, foi que Gautama conseguiu alcançar a iluminação e ensinar a todos como fazer o mesmo. Seu templo espiritual fica em Shamballa (que esotericamente é o "Centro onde a Vontade de Deus é conhecida"), no plano espiritual.

51 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo