Anjo do Amor Eterno


O olho que tudo vê confirma que este é um Anjo do Céu do Paraíso. O golfinho, assim como as ondas sob ele, representam a consciência e a felicidade do Amor Eterno. As rodas flamejantes são o símbolo dos Serafins. A serpente que morde a própria cauda é o uróboro, símbolo da eternidade e da plenitude.


HIERARQUIA ANGÉLICA - ANJO DO CÉU DO PARAÍSO


MISSÃO CELESTE - TRANSMITIR O AMOR INCONDICIONAL E ETERNO DE DEUS


MISSÃO TERRENA - AJUDAR-NOS A LEMBRAR DE QUE O AMOR É ETERNO, A LIBERTAR-NOS DO MEDO DE QUE ELE SEJA LIMITADO E A ABRIR-NOS AO ESPÍRITO QUE É FONTE DESSE AMOR.


O Anjo do Amor Eterno é uma fonte de conforto e consolo para quem quer que esteja sofrendo um amor perdido. Na realidade, o amor não pode ser perdido. Ele é indelével e continua a ser parte de nós ao longo da eternidade, como se gravado na alma. A partir de cada experiência amorosa, nossa alma se expande e se desenvolve. Esse anjo engrandece e amplia a perspectiva que temos de nós mesmos. Ajuda-nos a perceber que o universo é um lugar seguro e harmonioso, destinado a nos proporcionar alegria e prazer.


Todo Amor pode ser revivido na memória consciente, seja por meio da meditação ou de várias técnicas de cura. Ele não extingue com o corpo físico. É eterno e pode ser evocado quando necessário.


Esse anjo oferece a todos que amam a felicidade de reconhecer que o espírito guarda a memória do Amor. Ao perdermos um ente próximo, o sentimento compartilhado não diminui. Na realidade, ele permanece conosco e se torna parte de nós, promovendo nosso desenvolvimento espiritual. Esse anjo nos ajuda a ter essa percepção e a manter o Amor vivo em nosso coração. É inevitável que, em algum momento de nossa vida, precisemos do Amor e do auxílio desse anjo, pois é impossível não sofrermos perdas no mundo físico. Ele nos provê o conforto e a percepção de que o Amor nunca morre. Esse sentimento pode ligar pessoas ao longo de várias vidas e até reunir aquelas que se amaram no passado, reencontrando-se nesta vida, a fim de levar esse Amor à plenitude. Por vezes, o Amor sobrevive a anos de separação. As almas gêmeas se reencontram, seja no plano físico ou no plano etéreo.


Podemos orar a esse anjo para que remova o véu da inconsciência que se encontra entre nós e a percepção do Amor Eterno. Caso estejamos solitários ou desolados, podemos rogar a ele para encontrar conforto na lembrança de um Amor que nos foi importante em algum momento, bem como optar conscientemente por lembrar o Amor de amigos, da família, de professores ou de qualquer um com quem, de fato, chegamos a compartilhar desse sentimento. Essa lembrança permanece conosco e é parte de quem somos. O Amor nunca morre.

39 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo